Tag Archives: perda

Bianca

Aprender a conviver é fácil comparado com a dificuldade de lidar com o fato de não mais ter.

Hoje alguém que alegrou por pouco tempo se foi. Alguém que não pedia muito além de um bom carinho e comida.
Incrível como em tão pouco tempo a gente se apega a quem nos agrada, quem com sinceridade parece ter afeto por nós. Não era para ela estar aqui, ela seria doada. O afeto criado por ela falou mais alto e não permitimos o afastamento, seus latidos leves fariam falta se ela partisse.

Infelizmente a ironia do destino não permitiu, prematuramente tirando ela de perto da gente. E os latidos que até minutos atrás nesse minuto é um dos mais amargos silêncios.

Mesmo que falasse ela não entenderia, mas acho que em nosso convívio curto ficou claro que ela era muito amada, e a dor é só reflexo da falta que fará. Uma pena.

Perda

O momento que eu paro pra pensar na vida e fazer um balanço de como tudo anda é antes de dormir. Mas nessa madrugada o sentimento resultante dos pensamentos me tiraram da cama e me impulsaram a escrever.

Não quero dar uma de Capitão Planeta nem de Super Homem. Muito menos martelar mais do que já martelaram esse assunto, não mexi um dedo pra ajudar, não compartilhei nada no Facebook, não usei hashtag, apenas me reservei ao direito de não atrapalhar. Entretanto acho que esse incidente de Santa Maria mexeu um pouco comigo de alguma maneira.

Me peguei pensando em como estariam os pais ou a namorada do menino que morreu lá na boate. Assisti a entrevista com eles hoje no jornal do meio dia, complicado. Ele tinha ido no banheiro segundos antes de começar o incêndio, a namorada se salvou, ele não.

Não quero relatar as centenas de histórias de gente que partiu esse fim de semana que passou, esse não é o ponto.
Já imaginaram a diferença que você faz? Já pensou no modo que toca ou já tocou o coração das pessoas e o vazio que pode deixar? Otimistas maquiam a dor tentando convencer de que ela não dura pra sempre.

Mas sabe, tive apenas uma perda significativa até hoje, uma que ainda me fez encher os olhos de lágrimas ao escrever isso, meu avô. Por mais que a lembrança não seja constante, sempre tem os momentos em que ela vem e a dor ainda aperta. E só de pensar em passar por isso de novo, me bate do desespero.

Esses dias falei ou ouvi a frase “ninguém é insubstituível”, mas pense bem, você vai achar alguns que são.
bigode

Meus desejos de que a dor alivie rápido, pessoal de Santa Maria.